top of page
etm_edited.jpg

Estimulação Magnética Transcraniana

A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT ou TMS, do inglês Transcranial Magnetic Stimulation) é uma estratégia terapêutica para Depressão Resistente ao Tratamento, de forma não invasiva, segura e não necessita preparo ou anestesia.

No Brasil, a EMT é aprovada pelo Conselho Federal de Medicina e sua principal indicação é para os casos de depressão que não respondem aos tratamentos convencionais e deve ser realizada por um(a) médico(a) especializado(a) após uma avaliação detalhada.

O Instituto de Neurociências Dr. João Quevedo (InJQ) é um centro de referência em saúde mental no sul catarinense, com equipe médica de especialistas psiquiatras qualificados para diagnosticar um possível quadro de Depressão Resistente, aplicar a técnica de EMT e acompanhar e analisar os resultados com o passar do tempo, com o objetivo de ajudar o(a) paciente a recuperar o equilíbrio para viver bem.

Conheça o tratamento
InJQ oferece o serviço de EMT
Conheça nossos critérios de excelência para a aplicação

O corpo clínico do Instituto de Neurociências Dr. João Quevedo (InJQ) é formado apenas por médicos especialistas em Psiquiatria reconhecidos e regularizados pelos Conselhos Regionais de Medicina (CRM), com Registros de Qualificação de Especialista (RQE).

 

Tanto os registros de CRM quanto os de RQE são sempre informados nas páginas pessoais de cada médico e nas assinaturas dos artigos que escrevem e assinam no Blog do InJQ e podem ser consultados no site oficial do CFM.

 

Para aplicação da EMT, o InJQ exige de seus médicos treinamento qualificado e utilização de equipamento devidamente regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Nosso equipamento é um dos mais modernos em todo o mundo, e o mesmo modelo utilizado pela Universidade do Texas (UTHealth), nos Estados Unidos, onde o Dr. João Quevedo atua.

 

Atualmente, o serviço de terapia EMT é supervisionado pela Diretora Técnica Médica do InJQ, Dr.ª Kelen Cancellier Cechinel Recco (CRM-SC 13.394 e RQE 10.277) da unidade ambulatorial de Criciúma (SC).

FAQ da EMT
  • O que é a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT)?
    A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é uma opção terapêutica para o tratamento da Depressão Resistente ao Tratamento (DRT), de forma segura e não invasiva (não precisa de cirurgia, nem de anestesia).
  • O que é uma Depressão Resistente ao Tratamento (DRT)?
    A Depressão Resistente ao Tratamento (DRT) é um conceito dado ao paciente que, mesmo após utilizar pelo menos dois ou mais esquemas de tratamentos com antidepressivos com dose e tempo adequados, não tem melhora completa do quadro ou que não tenha tido nenhuma melhora. Somente um(a) médico(a) capacitado(a) pode analisar e conceder este diagnóstico. Estima-se que, no Brasil, aproximadamente 30% dos pacientes com diagnóstico de depressão possam não responder ao tratamento convencional inicial.
  • Como é o procedimento de uma EMT?
    A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é um procedimento simples, rápido, com poucos efeitos colaterais. O paciente não precisa de anestesia, fica acordado durante o procedimento e pode voltar às atividades diárias pouco tempo depois. Para aplicar a EMT, o médico posiciona uma bobina (e isso não causa nenhum tipo de dor) no couro cabeludo do(a) paciente. Um potencial magnético personalizado para cada paciente age de forma controlada em uma região específica do cérebro. As sessões são individualizadas, de aplicação rápida (duração média de 30 a 40 minutos). Depois de cada sessão, o(a) paciente pode retornar às suas atividades diárias normais.
  • Como a EMT interfere no meu cérebro?
    Por meio da neuromodulação (um processo que influencia a sinapse neuronal, deixando-a mais rápida e eficiente), a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) utiliza uma corrente elétrica induzida por um campo magnético. Essa corrente faz com que os neurônios do córtex cerebral se despolarizem (entrem em ação). Isso estimula ou inibe determinados locais do cérebro, ativando as células neuronais específicas, relacionadas aos sintomas depressivos.
  • A EMT é a mesma técnica de "eletrochoque"?"
    Não. O termo "eletrochoque" de antigamente se refere a outra técnica da neurociência moderna, chamada Eletroconvulsoterapia (ECT), também chamada de "terapia eletroconvulsiva". A ECT não é a mesma coisa que a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT). Ao contrário da EMT, em que o(a) paciente permanece acordado(a) durante o procedimento sem necessidade de anestesia, a ECT exige uma anestesia geral no paciente, e é indicada para tratamentos de depressão, esquizofrenia, dentre outros transtornos de saúde mental. Aplicadas por médicos capacitados, ambas técnicas são seguras, indolores e eficazes.
  • EMT e "TMS" são a mesma coisa?"
    Sim. Muitos médicos chamam a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) pela sigla TMS. Esta é a sigla em Inglês, que vem de "Transcranial Magnetic Stimulation", que significa exatamente a mesma coisa que em Português.
  • Quais são os riscos e efeitos colaterais da EMT?
    A Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é um procedimento seguro, quase isento de efeitos adversos. Os efeitos colaterais são geralmente leves: dor de cabeça desconforto no couro cabeludo no local da estimulação tontura Esses sintomas costumam melhorar logo após a sessão, havendo diminuição deles à medida que novas sessões vão sendo realizadas.
  • Quais são os resultados da EMT?
    O principal resultado esperado da Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é a melhora dos sintomas depressivos, com resultados que variam individualmente. O procedimento precisa ser monitorado por médico treinado, capacitado para indicar o tratamento adequado para cada doença.
  • Para quais transtornos é indicada a EMT?
    A EMT é indicada principalmente para: o tratamento da Depressão Resistente; o tratamento das alucinações auditivas da Esquizofrenia.
  • Este procedimento é regulamentada no Brasil?
    Sim. Desde 22 de março de 2012, a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) é uma prática médica reconhecida e regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), por meio da Resolução CFM 1.986/2012, que trata de: "Reconhecer a Estimulação Magnética Transcraniana (EMT) superficial como ato médico privativo e cientificamente válido para utilização na prática médica nacional (...) com indicação para depressões (...)" O uso da EMT já havia sido aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos desde 2008, com base em inúmeros estudos científicos.
  • O InJQ oferece o serviço de EMT com segurança?
    Sim. O corpo clínico do Instituto de Neurociências Dr. João Quevedo (InJQ) é formado apenas por médicos especialistas em Psiquiatria reconhecidos e regularizados pelos Conselhos Regionais de Medicina (CRM), com Registros de Qualificação de Especialista (RQE). Tanto os registros de CRM quanto os de RQE são sempre informados nas páginas pessoais de cada médico e nas assinaturas dos artigos que escrevem e assinam no Blog do InJQ e podem ser consultados no site oficial do CFM. Para aplicação da EMT, o InJQ exige de seus médicos treinamento qualificado e utilização de equipamento devidamente regulamentado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Atualmente, o serviço de terapia EMT é supervisionado pela Diretora Técnica Médica do InJQ, Dr.ª Kelen Cancellier Cechinel Recco (CRM-SC 13.394 e RQE 10.277) da unidade ambulatorial de Criciúma (SC).
537175-200.png

FAQ da EMT
Perguntas Frequentes
sobre a Estimulação Magnética Transcraniana

#BlogdoInJQ

Artigos sobre Estimulação Magnética Transcraniana (EMT)

whatsapp-logo-1.png
bottom of page