Setembro Amarelo: falar sobre suicídio é a melhor forma de prevenção

No dia 10 de setembro, é celebrado o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

 

Ao decorrer do mês, é realizada a campanha Setembro Amarelo, para intensificar a divulgação de informações sobre este tema para a população.

 

As estatísticas alarmantes têm crescido em todo mundo. Estima-se que, a cada 40 segundos, uma pessoa comete suicídio no mundo e que, a cada 3 segundos, alguém tentar tirar a própria vida.

 

Cada uma dessas mortes tem um impacto importante sobre a vida de outras 6 pessoas, sendo devastador para família e outras pessoas de convívio.

 

O número de vidas perdidas por suicídio em todo mundo ultrapassa o número de mortes devido a homicídios e guerras combinados.

 

A média brasileira de mortes por suicídio (6 a 7 mil mortes por 100 mil habitantes) é considerada abaixo da média mundial. No entanto, o Brasil tem seguido um padrão de crescimento desse número, enquanto a média mundial tem se mantido estável.

 

Um aumento de casos tem sido registrado entre os jovens. Atualmente, o suicídio é a 3ª causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, perdendo apenas para homicídios e acidentes de trânsito.

 

Apesar disso, suicídios podem ser prevenidos. Estima-se que 90% das pessoas que cometeram suicídio ou que tenham pensamentos suicidas apresentem algum transtorno mental não tratado ou tratado de maneira inadequada.

 

O grande desafio está em a sociedade reconhecer o comportamento suicida, de como falar sobre esses pensamentos de morte de maneira adequada e na dificuldade de buscar ajuda especializada.

 

Infelizmente, o suicídio ainda é envolto por ideias equivocadas de condenação e fracasso e compreendido erroneamente como algo a ser silenciado.

 

Para prevenção dessas mortes, é essencial poder olhar para as angústias de quem tem ideias suicidas, falar sobre o assunto de maneira acolhedora, sem julgamentos, e buscar auxílio de profissionais de saúde que possam orientar o tratamento para cada situação.

 

 

 

 

 

Drª. Morgana Sonza Abitante

Médica Psiquiatra

Especialista em Psiquiatria da Infância e Adolescência

CRM-SC 15677 | RQE 15000 | RQE 15066

 

Compartilhe Facebook
Curta esse Post
Please reload

Posts Em Destaque

Coronavírus: como cuidar da sua saúde mental? - Parte 2

April 24, 2020

1/10
Please reload

Posts Recentes

November 28, 2019

Please reload

Arquivo
Please reload

Siga
  • Instituto João Quevedo INJQ Facebook
  • Instagram do INJQ Instituto Quevedo

INSTITUTO DE NEUROCIÊNCIAS DR. JOÃO QUEVEDO

ASSISTÊNCIA, ENSINO E PESQUISA NA INTERFACE CÉREBRO E MENTE

Ligue  0800-006-2307 | contato@injq.com.br

 

PSIQUIATRIA | NEUROLOGIA | DEPENDÊNCIA QUÍMICA  

CONSULTAS | ATENDIMENTO DOMICILIAR | INTERNAÇÃO

CRIANÇAS E ADOLESCENTES | ADULTOS | IDOSOS

  • Instagram Instituto João Quevedo
  • Facebook Instituto João Quevedo

Acompanhe as novidades

nas mídias sociais.

Diretora Técnica Médica (Criciúma):

Drª. Kelen Cancellier Cechinel Recco

CRM-SC 13.394 | RQE 10.277

Diretora Técnica Médica (Turvo e Araranguá):

Drª. Ritele Hernandez da Silva

CRM-SC 11.444 | RQE 11.334