Blog do InJQ

Buscar
  • Equipe InJQ

Eletroencefalograma: o que é?


O EEG é um exame não invasivo, indolor, com poucos riscos na sua execução, em que são colocados eletrodos no couro cabeludo e, dessa forma, é captada a atividade elétrica de um grupo de neurônios do córtex cerebral.

Os neurônios, que são as células que formam o sistema nervoso, possuem propriedades elétricas. Essa é uma das formas que um neurônio se comunica com o outro: através de impulsos elétricos. Ao contrário, por exemplo, de uma tomografia ou de uma ressonância de encéfalo, em que é feita uma “foto” do cérebro, o eletroencefalograma (ou EEG, na sua forma abreviada) é capaz de registrar o funcionamento da atividade cerebral através da avaliação dessa atividade elétrica.

Em algumas doenças neurológicas, avaliar a atividade elétrica cerebral através do exame de eletroencefalograma, é fundamental para o diagnóstico. O principal exemplo é nas epilepsias. Nesse caso, o funcionamento anormal dessa atividade elétrica dos neurônios pode ser identificado através do exame e assim, determinar qual é o tipo de epilepsia e estabelecer o melhor tratamento e prognóstico.

O EEG também tem grande valia em outras situações como: coma, estados confusionais, demências e nos quadros infecciosos, como nas encefalites. Nesses casos, a avaliação da atividade elétrica cerebral torna-se uma valiosa ferramenta que pode ajudar o médico a determinar causas desses distúrbios, tratamento, bem como sua evolução.

O médico especializado para fazer a leitura desse exame é o neurofisiologista clínico, cuja formação vem da neurologia. É importante que o médico que faça a leitura do exame tenha formação na área, uma vez que, para que seja um exame válido, ele tem que obedecer a padrões determinados internacionalmente e, a relação entre os achados do exame e a clínica do paciente, seja muito bem estabelecida. Do contrário, um exame que não obedeça aos padrões exigidos ou que não seja bem relacionado ao que o paciente apresenta, pode levar a prejuízos como, tratamentos desnecessários ou atraso no diagnóstico.

Por isso, quando o seu médico solicitar o exame de eletroencefalograma, certifique-se que o local onde será realizado o exame possui um médico neurofisiologista clínico e que o exame seja realizado dentro dos padrões internacionalmente aceitos. Dessa forma, o exame se torna uma valiosa ferramenta de investigação, tendo um papel fundamental no diagnóstico e tratamento das doenças.

Aline Vieira Scarlatelli Lima Bardini

CRM/SC 17013 Especialista em Neurologia – RQE 8843 Especialista em Neurofisiologia – RQE 9831

Especialista em Medicina do Sono – RQE 14928

Destaques
Mais Recentes
Biblioteca

INSTITUTO DE NEUROCIÊNCIAS DR. JOÃO QUEVEDO

NEUROCIÊNCIA, PSIQUIATRIA E ENSINO PARA VIVER MELHOR

Ligue  0800-006-2307 | contato@injq.com.br

 

PSIQUIATRIA | NEUROLOGIA | DEPENDÊNCIA QUÍMICA  

CONSULTAS | ATENDIMENTO DOMICILIAR | INTERNAÇÃO

CRIANÇAS E ADOLESCENTES | ADULTOS | IDOSOS

  • Instagram Instituto João Quevedo
  • Facebook Instituto João Quevedo

Acompanhe as novidades

nas mídias sociais.

Diretora Técnica Médica (Criciúma):

Drª. Kelen Cancellier Cechinel Recco

CRM-SC 13.394 | RQE 10.277

Diretora Técnica Médica (Araranguá):

Drª. Ritele Hernandez da Silva

CRM-SC 11.444 | RQE 11.334

Diretor Técnico Médico (Turvo):

Dr. Rafael Arceno

CRM-SC 18.994 | RQE 14.708