Blog do InJQ

Buscar
  • Equipe InJQ

Nova Lei torna obrigatória triagem para detecção de autismo já aos 18 meses de vida


Em abril desse ano, foi sancionada Lei nº 13.438/2017, que torna obrigatória a triagem para a avaliação de riscos para o desenvolvimento psíquico das crianças pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

O TEA, popularmente conhecido como autismo, é caracterizado por dificuldades na comunicação e interação social, associado a interesses e atividades restritas e circunscritas. Suas características podem ser detectadas já nos primeiros anos da infância e quanto mais precoce for o diagnóstico, mais rápido o tratamento poderá ser iniciado, possibilitando melhores resultados.

Sabe-se que o autismo pode se manifestar com diferentes intensidades, desde formas mais leves até mais graves.

Segue, abaixo, alguns sinais e sintomas que podem chamar a atenção desde a infância precoce. São eles:

  • Regressão ou atraso no desenvolvimento da linguagem (parou de falar);

  • Perda de palavras previamente adquiridas;

  • Pobre contato visual;

  • Não atende rapidamente aos chamados;

  • Interesses restritos ou estereotipados;

  • Não apresenta sorriso social;

  • Dificuldades na interação social;

  • Crises frequentes de birra e irritabilidade;

  • Seletividade alimentar;

  • Brincadeiras repetitivas (gira objetos);

  • Não brinca de faz-de-conta;

  • Não imita;

  • Presença de distúrbios do sono.

Dessa forma, é importante salientar que a aprovação da nova lei é motivo de comemoração para neurologistas infantis e psiquiatras, pois incentiva ativamente a detecção precoce de condições neuropediátricas cada vez mais encontradas na prática diária, como o transtorno do espectro autista.

Dr. Jaime Lin CRM/SC 11401 Especialista em Pediatria – RQE 8287 Especialista em Neurologia Pediátrica – RQE 8330

Destaques
Mais Recentes