Blog do InJQ

Buscar
  • Dr. Jaime Lin

NEUROPEDIATRIA E VACINAS: MITOS E VERDADES QUE VOCÊ PRECISA SABER!

Há algum tempo, aqui no blog, falamos a respeito do polêmico estudo de Andrew Wakefield, realizado há 20 anos, que associou a vacina tríplice viral com autismo e de como este autor fraudou os dados da pesquisa, perdendo, inclusive, seu registro de médico. Na ocasião, também comentamos que algumas doenças consideradas erradicadas no Brasil estavam ressurgindo pelo pânico gerado, deixando as crianças expostas a doenças graves e potencialmente fatais. Dessa forma, decidimos realizar perguntas e respostas para reafirmar a necessidade de vacinar as crianças. Acompanhe!

1. Vacinas causam autismo?

Mito. Após a publicação polêmica, dezessete grandes estudos sobre o tema foram realizados, dentre eles, uma pesquisa que avaliou quase meio milhão de crianças. Todos foram unânimes em demonstrar que a vacina tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) não causam autismo.

2. Doenças infantis podem matar?

Verdade. Embora muitas doenças causem poucos sintomas e se resolvam em poucos dias, até uma simples catapora pode evoluir para pneumonia ou encefalite. Algumas doenças podem deixar graves sequelas, como é o caso da paralisia infantil e outras, propriamente, levar ao óbito.

3. Vacina contra a poliomielite pode causar a síndrome da morte súbita infantil?

Mito. Essa polêmica surgiu visto que algumas vacinas são administradas em um momento que os bebês estão mais propensos a terem a síndrome. Esses casos raros são uma infeliz coincidência; não existe nenhuma relação entre a síndrome da morte súbita do lactente e as vacinas.

4. Se a maioria das doenças evitáveis estão quase erradicadas no Brasil, não preciso vacinar meus filhos.

Mito. Hoje em dia, o mundo está altamente interligado e as pessoas entram e saem do país todos os dias. Vacinar protege à nós e às pessoas que estão a nossa volta contra doenças que podem ser altamente prevalentes em outros países.

5. Vacinas podem causar reações?

Verdade. Toda vacina pode causar reações leves como febre, inflamação no local da aplicação ou dor, porém são efeitos colaterais ligeiros e temporários. Eventos graves são extremamente raros, monitorados e investigados. Dessa forma, o benefício de vacinar supera em muito o risco de adquirir a doença.

6. O mercúrio presente nas vacinas é perigoso?

Mito. Diversos estudos demonstraram que o mercúrio, utilizado como conservante de algumas vacinas, está presente em uma quantidade muito pequena, não sendo capaz de causar doenças e nem de ficar acumulado no organismo.

7. Tomar a mesma vacina duas vezes faz mal?

Mito. Se você não lembra se foi imunizado ou perdeu a carteirinha de vacinação, profissionais orientados irão recomendar as vacinas que precisaram ser tomadas novamente.

Diante disso, a partir do dia 06/08, leve seu filho para vacinar-se contra sarampo e a poliomielite. Vacinação é um ato de amor!

Dr. Jaime Lin CRM/SC 11401 Especialista em Pediatria – RQE 8287 Especialista em Neurologia Pediátrica – RQE 8330

Destaques
Mais Recentes
Biblioteca

INSTITUTO DE NEUROCIÊNCIAS DR. JOÃO QUEVEDO

NEUROCIÊNCIA, PSIQUIATRIA E ENSINO PARA VIVER MELHOR

Ligue  0800-006-2307 | contato@injq.com.br

 

PSIQUIATRIA | NEUROLOGIA | DEPENDÊNCIA QUÍMICA  

CONSULTAS | ATENDIMENTO DOMICILIAR | INTERNAÇÃO

CRIANÇAS E ADOLESCENTES | ADULTOS | IDOSOS

  • Instagram Instituto João Quevedo
  • Facebook Instituto João Quevedo

Acompanhe as novidades

nas mídias sociais.

Diretora Técnica Médica (Criciúma):

Drª. Kelen Cancellier Cechinel Recco

CRM-SC 13.394 | RQE 10.277

Diretora Técnica Médica (Araranguá):

Drª. Ritele Hernandez da Silva

CRM-SC 11.444 | RQE 11.334

Diretor Técnico Médico (Turvo):

Dr. Rafael Arceno

CRM-SC 18.994 | RQE 14.708