Blog do InJQ

Buscar
  • Dr.ª Morgana Sonza Abitante

A contribuição da leitura para formação da linguagem da criança


Antes mesmo de entrar na vida escolar as crianças já adquirem conhecimentos que auxiliam no desenvolvimento da fala, escrita e leitura. A aquisição dessas habilidades é favorecida nos três primeiros anos de vida através do contato precoce com a literatura. Dessa forma, experiências de leitura por intermédio de livros, desenhos e narração de histórias infantis promovem um alicerce para formação da linguagem.

Esse entendimento é reforçado pelas evidências científicas da grande plasticidade cerebral até os 3 anos de idade, quando os estímulos ambientais ativam conexões que se perpetuam no desenvolvimento. Na ausência dessas vivências essas vias desaparecem.

O incentivo à leitura nesse período não se volta para o ensino da escrita, fala ou leitura de maneira a forçar uma aprendizagem que a criança não está preparada para desempenhar. O contato com a leitura deve ser realizado de forma natural e lúdica, com a promoção da interação do adulto com a criança. Esse estímulo pode ser feito de várias maneiras: pela manipulação do livro, com a virada de suas páginas, pela observação de suas figuras, através da imitação da cena da história ou criações de novas histórias com o conteúdo da leitura. O que importa é o engajamento com a criança para exploração desse material repleto de informações.

O contato com a literatura no ambiente familiar é uma ótima maneira para ativar as sinapses e auxiliar as crianças a construir sua linguagem verbal e escrita na vida escolar.

Dra. Morgana Sonza Abitante

CRM/SC 15677

Especialista em Psiquiatria – RQE 15000

Especialista em Psiquiatria da Infância e Adolescência – RQE 15066

Destaques
Mais Recentes