Blog do InJQ

Buscar
  • Ex-colaboradores InJQ

A importância da intervenção precoce em crianças com transtorno do espectro autista (TEA)


As crianças com diagnóstico de TEA apresentam alterações no seu desenvolvimento que trazem dificuldades em diferentes áreas. Alguns aspectos desses prejuízos podem ser observados por algumas características como: não demonstrar interesse em brincar com outras crianças, não prestar atenção `as pessoas a sua volta, utilizar brinquedos de uma forma pouco usual, não conseguir se comunicar ou compreender os gestos realizados para conversar com elas e vivenciar diversas emoções mas não conseguir expressar elas de uma forma que os outros compreendam.

Essas alterações começam muito cedo no TEA, podendo ser observado até mesmo em bebês. Os primeiros anos de vida são muito importantes, pois nesse período o cérebro da criança absorve muitas informações e se desenvolve rapidamente. Cada experiência vivida afeta as ligações cerebrais e constrói novos circuitos, o que leva a formação de novas habilidades. Por esse motivo intervenções que proporcionem estímulos precocemente demonstram excelentes resultados e ampliam a capacidade de aprendizagem das crianças com autismo melhorando a atenção, a comunicação, a interação social, a sensibilidade a estímulos e comportamentos inapropriados.

A intervenção precoce deve ser estabelecida em conjunto com os profissionais de saúde, escola e família para a construção de um modelo que permita o desenvolvimento de estratégias sincronizadas e adequadas para as necessidades de cada criança.

Morgana Sonza Abitante

Psiquiatra da infância e adolescência

CREMESC 15677 | RQE 15066

Destaques
Mais Recentes