Blog do InJQ

Buscar
  • Dr.ª Aline Vieira Scarlatelli Lima Bardini

Ronco, um sinal de alerta


Apesar de ser comum a queixa de roncos durante o sono, esse sintoma pode ser considerado um sinal de alarme de que algo pode não estar indo bem durante a noite. O ronco acontece quando há algum ponto de obstrução na via aérea, devendo ser investigado pelo médico qual o nível e a intensidade dessa obstrução.

Algumas vezes, o ronco pode estar associado a apneias obstrutivas (quando há obstrução quase total da via aérea) ou hipopneias (quando há obstrução parcial da via aérea). Tais eventos (apneias e hipopneias), dependendo do número de vezes que ocorrem por hora, podem levar a sérias consequências para a saúde, tais como maior risco de mortalidade, diabetes, infarto e AVC.

O exame indicado para determinar se os roncos estão associados a eventos de apneias/hipopneias é a polissonografia noturna.

Esse é um exame em que são registrados, durante toda a noite, a atividade elétrica do cérebro, o fluxo de respiração, os movimentos do tórax e do abdômen e o movimento de pernas durante o sono. Durante a noite do exame, é registrada a ocorrência dos roncos e das apneias/hipopneias para, assim, determinar a gravidade do quadro e o tratamento mais indicado.

Importante ressaltar também que nem todas as pessoas que têm apneia do sono roncam. Existem pessoas que têm apneia do sono e não apresentam roncos. Isso acontece particularmente nas mulheres, o que acaba atrasando o diagnóstico.

Portanto, mesmo que o ronco pareça algo comum e “inocente” durante o sono, é sempre importante procurar por avaliação médica a fim de determinar se há necessidade de algum tratamento específico, evitando atrasos no diagnóstico e risco de outras doenças.

Drª. Aline Vieira Scarlatelli Lima Bardini

Médica Neurologista

Especialista em Medicina do Sono

CRM-SC 17.013 | RQE 8.843, 9.831 e 14.928

Destaques
Mais Recentes
Biblioteca

INSTITUTO DE NEUROCIÊNCIAS DR. JOÃO QUEVEDO

NEUROCIÊNCIA, PSIQUIATRIA E ENSINO PARA VIVER MELHOR

Ligue  0800-006-2307 | contato@injq.com.br

 

PSIQUIATRIA | NEUROLOGIA | DEPENDÊNCIA QUÍMICA  

CONSULTAS | ATENDIMENTO DOMICILIAR | INTERNAÇÃO

CRIANÇAS E ADOLESCENTES | ADULTOS | IDOSOS

  • Instagram Instituto João Quevedo
  • Facebook Instituto João Quevedo

Acompanhe as novidades

nas mídias sociais.

Diretora Técnica Médica (Criciúma):

Drª. Kelen Cancellier Cechinel Recco

CRM-SC 13.394 | RQE 10.277

Diretora Técnica Médica (Araranguá):

Drª. Ritele Hernandez da Silva

CRM-SC 11.444 | RQE 11.334

Diretor Técnico Médico (Turvo):

Dr. Rafael Arceno

CRM-SC 18.994 | RQE 14.708