Blog do InJQ

Buscar
  • Dr. Roberto Alves de Oliveira

Como é uma Internação Psiquiátrica Humanizada?


A internação psiquiátrica, há algumas décadas, já foi motivo de medo e preconceito com aqueles que padeciam de alguma doença mental.

Hoje ela ocorre de forma muito diferente, sempre zelando pelo respeito, preceitos éticos e de forma humanizada, protegendo a integridade física e moral.

É uma forma de tratar pacientes que apresentam algum tipo de transtorno mental e/ou dependência química com a finalidade de tirá-los da crise em que se encontram e no momento em que podem colocar a própria vida em risco (ou a de outras pessoas).

Quando o médico perceber que a internação será a melhor opção para o paciente se tratar, ele a recomendará.

Nesse tipo de tratamento, o paciente psiquiátrico é internado no hospital, onde recebe atendimento 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Ele receberá cuidados como: alimentação, medicação, cuidados de enfermagem, terapia ocupacional, psicoterapia e atendimento com médico especialista em psiquiatria; enfim, uma variedade de cuidados para que ele melhore com a ajuda especializada necessária.

Nesse ambiente, a equipe está preparada para intercorrências com o paciente, tais como surtos e crises de abstinência.

A equipe médica, em conjunto com a família e o próprio paciente, define a necessidade de internação psiquiátrica. Em alguns casos, porém, quando o paciente não tem condições de se autoavaliar, é necessária a internação compulsória ou involuntária, mas somente em casos muito específicos.

Na maior parte das vezes, a internação psiquiátrica é voluntária, e isso ajuda bastante no tratamento. Quando o paciente percebe que precisa de ajuda especializada, o tratamento é muito mais eficaz, e os resultados positivos ficam bem mais evidentes.

Por isso, a ajuda da família e dos amigos é essencial nesse momento, para ajudar o paciente a decidir, por conta própria, se quer se internar para poder se recuperar. Ele necessita de conversa, diálogo e cuidado por parte de quem é próximo para perceber que há necessidade de internação. Sem o auxílio de amigos e familiares, é mais difícil que uma pessoa se trate da forma correta e viva com dignidade.

A internação psiquiátrica é uma forma importante e responsável de tratamento e deve ser humanizada.

Hoje existem serviços que prestam assistência aos pacientes que sofrem de doenças mentais, zelando pelo respeito dele e dos familiares e proporcionando conforto, sigilo e competência técnica.

Roberto Alves de Oliveira

Médico Psiquiatra

CRM-SC 19.746 | RQE 17.272

Destaques
Mais Recentes
Biblioteca

INSTITUTO DE NEUROCIÊNCIAS DR. JOÃO QUEVEDO

NEUROCIÊNCIA, PSIQUIATRIA E ENSINO PARA VIVER MELHOR

Ligue  0800-006-2307 | contato@injq.com.br

 

PSIQUIATRIA | NEUROLOGIA | DEPENDÊNCIA QUÍMICA  

CONSULTAS | ATENDIMENTO DOMICILIAR | INTERNAÇÃO

CRIANÇAS E ADOLESCENTES | ADULTOS | IDOSOS

  • Instagram Instituto João Quevedo
  • Facebook Instituto João Quevedo

Acompanhe as novidades

nas mídias sociais.

Diretora Técnica Médica (Criciúma):

Drª. Kelen Cancellier Cechinel Recco

CRM-SC 13.394 | RQE 10.277

Diretora Técnica Médica (Araranguá):

Drª. Ritele Hernandez da Silva

CRM-SC 11.444 | RQE 11.334

Diretor Técnico Médico (Turvo):

Dr. Rafael Arceno

CRM-SC 18.994 | RQE 14.708